João Candido Portinari fala sobre a emoção que a arte proporciona

Hoje, é impossível imaginar um mundo sem avanços tecnológicos e científicos, não é verdade? Todos os dias, milhares de profissionais em escritórios e laboratórios espalhados pelo mundo estudam, pesquisam e desenvolvem produtos que amanhã ou depois estarão em nossas mãos. Não se pode negar que toda essa atividade nos trouxe onde estamos hoje. Porém, a preocupação de João Candido Portinari é que esse mundo tecnológico ameace a essência do que é o ser o humano e que transforme as pessoas em seres desalmados, poucos fraternos, agressivos e egoístas.

O filho único de Candido Portinari, um dos maiores artistas plásticos brasileiros, em visita à Cerâmica Portinari, falou sobre como a tecnologia e a ciência podem fazer o bem às pessoas se usadas de maneira ética e moral, mostrando que, assim como a arte, são atividades que podem melhorar a vida das pessoas.

A emoção causada pela arte

Citando o filósofo Friedrich Nietzsche, João diz que “a arte existe para curar a ferida causada pelo intelecto” para exemplificar a sua crença de que não é possível viver sem a arte. Para ele, por exemplo, um país precisa entender e preservar sua memória artística para se reconhecer como uma pátria. Esse trabalho de preservação, inclusive, é o que ele faz à frente do Projeto Portinari, que se empenha em levantar, catalogar, pesquisar e disponibilizar o acervo documental sobre Candido Portinari.

Falando sobre a arte, João vai mais além e conta que seu pai acreditava que uma pintura que não fala ao coração não é arte, pois somente o coração pode entender o que é a arte de verdade. Ele mesmo admite que a arte existe para suprir uma necessidade espiritual e estética de harmonia que o ser humano tem, que a arte tem a função de nos tornar pessoas melhores.

E quando o filho de Candido Portinari fala em arte, não está falando somente do resultado do trabalho do pintor e do escultor, por exemplo, mas da arte de ver e entender o ser humano.

A Cerâmica Portinari também entende que é preciso unir esmero técnico e sensibilidade no desenvolvimento de seus porcelanatos. Assim, ao integrarmos o que há de mais tecnológico no mercado com as principais tendências e conceitos de arte, colaboramos para a criação de ambientes admiráveis e acolhedores, encantando aqueles que gostam de imprimir sua personalidade na arte de bem viver.

Deixe seu comentário

Este campo é obrigatório

Este campo é obrigatório

O endereço de e-mail é inválido